quinta-feira, 3 de abril de 2014

"So we fix our eyes not on what is seen, but on what is unseen, since what is seen is temporary, but what is unseen is eternal..." Corinthians 4:18




Enquanto estou sozinha, num quarto de pouco mais de 10m2, olho para trás e sem nada ter mudado, tudo mudou, de repente, tenho um País novo, uma casa nova, uma língua nova, uma moeda nova, e milhões de histórias novas que povoam duas, quase três, semanas por Londres.
Ainda ontem, juntos, tomámos a decisão de fazer malas, hoje ele saiu para trabalhar 12 horas, hoje eu estou aqui sozinha à espera, de decisões mas com mil perspectivas que nunca tive em Portugal, quando alguma vez, aí em "casa" alguém tem de optar entre mil trabalhos diferentes? Aí em casa alguma vez pensei estar a dispensar trabalhos em detrimento daquilo que gosto mais?
Nada mudou mas tudo está diferente!






Chegámos dia 17 de Março, uma manhã que prometia ser de Sol e afinal tinha acordado cinzenta, só para nos lembrar que não viéssemos com esperanças de grandes bronzeados, que isto aqui não é à vontade do freguês. Um voo que espero não voltar a ter de viver, morta de medo nas mãos de um comandante que nos quis dar a experiência de voo numa mula alada. Aeroporto gigantesco, um Mundo inteiramente novo logo ali, logo assim sem anestesia, horas de espera por um transfer que nos custou demasiado, horas no trânsito, avaria de um camião na estrada fez parar a entrada na cidade, horas na rua à espera que alguém da agência chegasse. A jornada ainda não tinha sequer começado e a espera já era a palavra mais conhecida. Lembro-me que nesse dia, depois de não termos dormido, estarmos tão perdidos que nem para perder a paciência servíamos. O apartamento melhorou o nosso dia, lindo, novo, quarto com casa de banho só para nós, afinal o problema que a agência tinha tido com o nosso "quarto" e ter-nos enviado para ali era o melhor que podia ter acontecido. Companheiras de casa que sinto imensas saudades, as minhas suecas preferidas Louise e Jennifer, divertidas, queridas e amorosas!
Vocês conhecem-me, por isso, não podem acreditar que isto foi só maravilhas, ai não, nada disso, casa gira que doía mas nada de internet, nada de aquecimento (pelo menos até quatro dias antes de sairmos de lá, lucky us, hun?), um frio de rachar, basicamente tive a experiência de dormir num hotel de gelo, menos mal. Escusado será dizer que acordámos doentes, eu péssima, o covinhas mil vezes pior, uma tosse assustadora, frio, dor de cabeça e a mania desesperante de não tomar medicamentos.
Mil coisas para fazer, corremos para a clínica médica para o registo no sistema nacional de saúde, super rápido, apesar de estar apinhada de gente, marcámos a entrevista que nos daria o NINO, o número da segurança social do Reino Unido, a conta bancária conseguimos, após muito esforço, abri-la no Santander, que aqui em Londres já existem imensas agências e está em crescimento.
All done! Não conhecemos ninguém aqui, não temos ninguém a não ser um ao outro, nunca tínhamos vindo a Londres sequer e conseguimos, fizemos tudo, temos tudo!
Se querem que seja sincera, nós somos foda! Somos o duo imbatível, rebento de orgulho daquilo que concretizámos até agora. O covinhas hoje assina contrato, vai trabalhar em Convent Garden num pub de uma companhia conhecida, eu tenho ido a mil entrevistas e para a semana tenho de escolher um trabalho, tenho várias hipóteses e agora começam a chover respostas dos milhões de cvs que enviem, o que torna tudo bem complicado, a batata quente está do meu lado agora!
Temos estado a viver um sonho, claro que nem tudo é perfeito, neste momento estamos a dividir outro apartamento com mais 7 pessoas, é caótico viver aqui, sem casa de banho própria temos de ver as maiores nojices de sempre, cozinhar torna-se um tormento mas também com boas perspectivas de trabalho vamos poder mudar rapidamente para um estúdio só nosso.
A cidade é absolutamente a minha casa, eu amo Lisboa serei sempre uma viciada na cidade que me viu nascer mas aqui encontrei a minha casa, mil coisas a acontecer, novidades a cada minuto, um ritmo avassalador, uma beleza única, uma misturada de estilos, de pessoas. Estou completamente apaixonada!
E vocês não percam os próximos episódios porque nós garantidamente também não!



4 comentários:

  1. Gostei, como sempre, das tuas palavras. A forma como descreves tudo...brutal.
    Boa sorte para vocês ;) Beijinho

    ResponderEliminar
  2. O mais importante e que estão a gostar e que estão a viver um momento único e uma enorme experiência. Desejo-vos o melhor em tudo! Beijo :)

    ResponderEliminar
  3. Verdadeiras Aventuras =)

    With love,
    The pink lemonade

    ResponderEliminar