quarta-feira, 5 de março de 2014

Sometimes...




Faltam 11 dias, 11 míseros dias...
Como é que posso absorver tudo o que quero levar comigo, escondido em cantos da memória, em 11 dias?
De repente o tempo parece voar, as malas que pareciam enormes vazias, são pequenas, as despedidas começaram e o choro que parecia improvável, torna-se o companheiro das horas mais apertadas.






Estamos confiantes, focados, organizados e cientes do que está para chegar mas o coração começa a apertar quando temos de deixar coisas importantes para trás... Quando há opções e escolhas a fazer. Quando a hora das despedidas mais importantes começa a aproximar-se, eu ainda não sei como me vou despedir das minhas irmãs e do meu pai, não sei como vai ser não os ter todos os dias de manhã ali na divisão ao lado, hoje tive o meu pai e a Carlota (a Carlota é a minha irmã mais pequena) a ajudarem-me a fazer a mala! O meu pai com roupas e maquilhagens às voltas, a seleccionar sapatos e acessórios, fez-me pensar que este é o melhor passo porque tenho as melhores pessoas ao meu lado!
Faltam 11 dias, apertar um vestido, fazer uma bainha a umas calças, ir buscar os cartões do cidadão, o passaporte, fechar a última mala, jantar com os amigos e partir!



Sem comentários:

Enviar um comentário