quarta-feira, 28 de agosto de 2013

NO PAIN... NO GAIN! Kitchen Edition... #1




Today, I Will Feel The Burn In My Legs. I Will Fight The Urge To Want To Quit. I Will Breathe Heavily, And Become So Sore Where It Hurts To Walk. I Will Give It My All, And My Everything. I Will Put In 110 Percent Effort. And No One Will Stop Me!
Este será o juramento feito todas as manhãs ao acordar, ao vermos a chuva a cair lá fora, ao doerem os ossos quando o frio for insuportável, ao olhar para o bife com batatas fritas, ao cheirar o bolo de chocolate.
Se quiserem perder gordurinhas antigas, definir o corpo, ou simplesmente mexer-se e não têm companhia, e como eu, esmorecem quando não têm quem vos arranque da cama, este post é para vocês!





Nunca me vão ouvir dizer que é fácil, não é fácil!
Fácil é comer o que apetece, é dormir até tarde, é comprar as calças no número acima, é culpar a genética, é culpar a vida que não corre bem, é culpar o aniversário que nos obriga a comer, tudo isto foi fácil para mim, até ao dia mais difícil de todos, o dia em que nos apercebemos que não somos as mesmas, que afinal não comprámos só 1 número acima, comprámos afinal 4, que não comemos só o que precisamos, precisamos afinal de estar sempre a comer, e o que nos deixa tristes somos mesmo nós.
Nesse dia difícil decidi, nunca voltar a ser o meu problema, que ia ajudar-me a ser feliz.
As dietas foram muitas, os dias sem comer perdi-lhes a conta, a fome constante, os comprimidos que me levavam uma fatia gigante do orçamento mensal tornam-se inúteis, por isso a vontade não suplantava os erros, e era exactamente esse ponto que precisava de ser alterado.
Foi nessa altura, que conheci a Marta e a forma como ela comia. E ela come mesmo, não há cá fomes, nem saltar refeições! E é a ela que devo, o simples facto de ter aprendido a comer, e poder hoje estar satisfeita com os hábitos e ter as armas para controlar o meu corpo e peso.
Quem me segue no Instagram (@upabovetheworld) sabe a paixão que tenho por cozinha, adoro cozinhar e faço disso a minha missão principal no controlo do peso.
Mais do que levantar o rabo do sofá e começar a mexer, saber o que nos povoa o prato é essencial, conhecer o que podemos e não podemos sequer cheirar, e aprender a cozinhar de forma a não sentir falta.
Vamos lá então, o dia deve ter pelo menos cinco refeições: pequeno-almoço, o lanche a meio da manhã, o almoço, o lanche a meio da tarde e o jantar.


Pequeno-Almoço
Esta é a refeição mais importante do dia, aquela que implica maior diversidade e aquela que implica mais atenção e trabalho.
Eu acordo mais cedo, todos os dias, para poder comer tudo o que faz falta para iniciar o dia de forma completa.

Este é o meu pequeno-almoço normal: iogurte natural de soja e com baixo teor de açucar, aprendam a ler os rótulos é essencial para saberem se estão a cometer erros, com flocos de aveia integrais, que substituem os cereais e têm alto teor de proteína, sementes de linhaça e chia, e normalmente junto frutos vermelhos pelos anti-oxidantes, podem ser morangos, framboesas, mirtilos ou amoras, metade de uma toranja (este é aquele item que nem é tão usual, normalmente salto a toranja), panquecas de aveia e linchaça (a receita dou-vos depois), um ovo (seja ele cozido, mexido ou estrelado em água), queijo e fiambre, e por fim, um café bem cheio.








Lista Pequeno - Almoço & Lanches 
  • Ovo
  • Iogurte Natural de Soja 
  • Leite de Soja Light
  • Flocos de Aveia Integral
  • Linchaça
  • Chia
  • Gelatina 0% de Açúcar
  • Triângulo Queijo Vaca que Ri Light
  • Framboesas
  • Morangos
  • Amoras
  • Mirtilos
  • Toranja 
  • Salsichas de Frango ou Peru Light 
  • Cogumelos 
  • Fiambre de Frango ou Peru Light
  • Queijo Light
  • Café
  • Canela

Lanches da Manhã e da Tarde
Nunca fiquei mais de três horas sem comer, o truque é não deixar o organismo parar, para os lanches aconselho: uma gelatina e um triângulo de queijo vaca que ri, um iogurte e umas fatias de queijo ou fiambre, o essencial é ter sempre presente proteína. Podem complementar com café cheio, ou chá.





Almoço
Eu cortei totalmente nos hidratos de carbono, portanto, adeus pão, adeus massa, adeus arroz, adeus batatas, e vivo bem com isso!
Carnes brancas, peixe rico em ómega3 e vegetais como se não houvesse amanhã!






Lista de Almoço & Jantar

  • Salmão
  • Bacalhau Fresco (sem sal)
  • Pescada
  • Atum (em água) 
  • Camarão
  • Delícias do Mar
  • Frango
  • Peru
  • Ovo (se já não comeram noutra refeição, um ovo por dia é o limite)
  • Brócolos 
  • Feijão Verde
  • Repolho
  • Espargos
  • Cogumelos
  • Couve Flor
  • Alho Francês 
  • Beringela
  • Courgette
  • Pimentos 
  • Couve 
  • Couve de Bruxelas
  • Tomate
  • Alface
  • Soja
  • Agrião
  • Alho 
  • Cebola
  • Caril
  • Salsa
  • Coentros
  • Oregãos 
  • Limão
  • Piri-Piri 







Resumindo, o ponto principal da minha dieta é a proteína, ela está sempre presente, se têm fome esqueçam as barras de cereais ou as bolachas ditas light, é um erro, vão ao frigorífico e tirei umas fatias de queijo ou fiambre, menos calorias, zero açúcar e saciedade garantida.
Esqueçam as comidas processadas, bolachas, molhos, doces, e tudo que não sejam vocês mesmas a fazer, porque assim têm a garantia de sucesso, e como diz uma famosa personal trainer brasileira, os abdominais fazem-se na cozinha!
Bebam água, pelo menos 1,5l por dia, complementando com chás: branco, verde, vermelho, cavalinha, erva limeira, centelha asiática, toranja e alcachofra.
Aprendam a ler os rótulos, queremos fugir do açúcar como o diabo da cruz, na área que diz "Hidratos de Carbono", em baixo têm "dos quais açúcares", aí sim muita atenção!
Concluindo, não será fácil, mas pensem que os resultados são rápidos e o organismo agradece, isso garanto!


4 comentários:

  1. Adorei as dicas Catarina! Vou mesmo experimentar!

    ResponderEliminar
  2. Adorei o post! Não tarda nada sou eu a começar (mal comecem as aulas) e este post vai ajudar imenso. Aiii boa sorte!! :)

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelas dicas, realmente a alimentação é o passo fundamental. E a comidinha tem tão bom aspecto.. :)

    ResponderEliminar