segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SecondHand



Se não ganharam o Euromilhões, ou descobriram uma fonte de petróleo, então andam, como eu, a contar tostões... Se a esse facto, juntarem, como eu, uma verdadeira adição por moda, então aí sim, acredito que estão a viver um drama!
Por já ter vivido esse drama, hoje trago-vos a luz, sim, sim, sim, hoje sou uma verdadeira apostola!
Quando tive por Amesterdão, entrei numa loja de roupa em segunda mão, e apaixonei-me imediatamente por umas botas, mas instalou-se a dúvida e a desconfiança de comprar, uma coisa que já tinha pertencido a outra pessoa, a uma pessoa que não conhecia e de quem nada sabia, mas depois de ver a forma como as coisas são lavadas, tratadas e desinfectadas tornei-me fã das vendas de roupa em segunda mão.
Assim trago-vos a SecondHand, um projecto novo de um grupo de amigas que, além de um enorme bom gosto nas peças que vendem, alia o gosto pela moda com os preços baixos!
Numa conversa com a Marta, uma das meninas que integra este projecto, perguntei-lhe aquilo que todas queremos saber...

De onde nasceu o Secondhand?
Antes de sermos o SecondHand, todas nós já vendíamos roupa em segunda mão através de sites como o Custo Justo, ou o OLX, mas que sentido fazia se todas somos amigas e temos um objectivo comum?
Fizemos uma prospecção de negócio, e como todas nós estudamos, as feiras e mercados eram impossíveis, pelo tempo que roubam ao que são as nossas prioridades neste momento, mas o Facebook sendo a melhor arma de comunicação e divulgação do momento, pareceu-nos o meio perfeito para estabelecer o nosso projecto, pois, por ser uma plataforma online permite uma melhor resposta da nossa parte.


O que vos distingue?
A nossa disponibilidade, a forma muito particular de nos relacionarmos com as nossas clientes, e a resposta rápida e atendimento personalizado que damos a cada pedido.


Num negócio que envolve roupa que já foi usada, que já tem uma história, é necessário manter padrões elevados em relação as peças, para fidelizar e ganhar a confiança dos clientes. Quais são os vossos?
Nós vendemos roupa, mas acima de tudo, vendemos um projecto que tem como base a honestidade, há peças nunca usadas, há peças que estão como novas, mas também há peças com mais uso, tudo isso é tido em conta quando marcamos os preços, e principalmente, é tudo dito ao cliente quando este mostra interesse pelos nossos produtos. 
É essa honestidade que nos tem dado clientes tão fieis!


Meninas, posto isto não vejo motivo para estarem aí paradas ainda, toca a entrar na página (AQUI), e a perceberem que para andar na moda, não é necessário, gastar milhões em roupa!



Sem comentários:

Enviar um comentário