quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

"E depois do Adeus?"



Hoje tive um banho de realidade, mas um banho daqueles, em que já estamos há um tempo a aproveitar a água quente, e alguém desliga o gás de repente...
Hoje percebi que não quero pertencer mais a esta palhaçada chamada Portugal, percebi que não quero pertencer a um País em que não posso sonhar com o futuro, percebi que não quero pertencer a um País em que vivo a um salário de cada vez, percebi que quero poder pensar sobre a minha vida daqui a 5 anos, 10 anos, 15 anos, e saber que não é só uma Utopia, que há um caminho a ser percorrido, que há um futuro a ser ambicionado!
Enquanto andamos a brincar aos estudantes, a brincar a ser jovem, a brincar aos festivais, a brincar às viagens, a brincar aos blogues, a brincar a Moda Lisboa, a brincar a jantar fora, a brincar ao trabalho precário, o tempo vai passando e de repente acordamos e temos 30 anos, continuamos a viver na casa dos pais, a dormir na mesma cama, a depender da esmola dos nossos velhotes para tapar aquele buraco que o salário já não preenche, continuamos a ter as mesmas conversas, a ir aos mesmos festivais, a brincar ás mesmas coisas...
Mas, enquanto andamos a brincar, há uma classe política viciada e miliciana, que aproveita a nossa "distracção" para hipotecar ainda mais o nosso futuro, para hipotecar a continuidade da nossa geração no próprio País, para hipotecar os nossos sonhos, para hipotecar aquele caminho que deve ser percorrido!
Há 23 anos atrás, quando eu nasci, os meus pais tinham percorrido o caminho deles, brincaram a tudo, brincaram a ser estudantes, aos jantares, às férias; brincaram ao trabalho, brincaram ao casamento, brincaram à constituição de uma família e à construção de um futuro, percorreram o caminho, tiveram essa oportunidade!
Hoje à luz dos acontecimentos, pergunto: Não terei eu o direito a esse caminho? Não terei eu direito ás mesmas oportunidades, só porque durante anos fomos "desgovernados" por uma classe que põe os seus interesses à frente dos interesses de uma Nação de 10 milhões de pessoas?
Por isso, hoje, dia 27 de Fevereiro, venho dar-vos a melhor sugestão de moda e de lifestyle de sempre, não se deixem entorpecer na "brincadeira", não deixem que nos cortem as pernas antes de termos começado a andar, não se deixem encantar por "Grândolas", quando o que devíamos mesmo era cantar "Quis saber quem sou/ O que faço aqui/ Quem me abandonou/ De quem me esqueci..."
Finalmente digo-vos, não somos nada porque não nos deixam ser, aqui não fazemos nada porque já nos mandaram embora, os governantes deste País abandonaram a nossa geração, e esquece-mo-nos de nós, porque nos esquecemos de lutar pelo nosso lugar, e agora pergunto estamos mesmo disposto a dizer Adeus?

Sem comentários:

Enviar um comentário