quinta-feira, 24 de maio de 2012

"We are Masters of the Unsaid Words, but Slaves of Those We Let Slip Out..."


A verdade é que somos todas as mesmas tótos!
Podem ir buscar já as foices e os archotes que eu vou manter a minha opinião...
Todas sem excepção, mesmo aquelas com morais bem masculinas que parecem blocos de gelo, todas nós estamos à espera do príncipe encantado, sabemos que não vem num cavalo branco até porque não vivemos com sete anões, nem perdemos o sapatinho, muito menos nos picámos num fuso, também não mascarámos de "dude" para ir salvar a nossa nação (como se isso resultasse com a nossa, yeah right), não sabemos as "cores que o vento tem" (até porque a nós o vento nos deixa com ar de malucas e não com um ar selvagem e maravilhoso, mas isto é só um aparte); mas estamos à espera de um que venha mudar a nossa vida.
Queremos importar para alguém mesmo não tendo o feitio mais fácil, queremos ser únicas mesmo quando não somos top models internacionais, queremos ser maravilhosas mesmo com aquele pijama velho de feio, queremos dormir com alguém sem vez sermos só de quando em vez, queremos alguém que nos mostre que somos merecedoras das maiores loucuras, queremos um amor que faça dançar a Estação Central de Nova Iorque!

Sem comentários:

Enviar um comentário