sábado, 5 de maio de 2012

Sintra... Je t'aime!

Pinta os lábios de vermelho
Passa meia-hora ao espelho
Mostra-me do que és capaz
Hoje é dia de passeio
E enquanto eu me barbeio
Passa o pente no rapaz
A cidade é tão bonita
Quando vamos de visita
À saída da portagem
E mais tarde pela "linha"
Bebe-se a brisa marinha
E aprecia-se a paisagem
Quando acaba o casario
Onde não chega o bugio
Vem a boca-do-inferno
O mar em contestação
Se isto é assim no verão
O que fará no inverno
Mandei vir o que pedias
Isto um dia não são dias
Na esplanada das muralhas
Para nós são limonadas
O rapaz pediu queijadas
- cuidado com as migalhas!
O sol já se quer deitar
Está na hora de abalar
Arrepia-me esta aragem
Fui onde deus pôs a mão
Volto à minha condição
De regresso... "à minha casa e ao meu sofá e à minha gripe"
- Rui Veloso
Hoje foi dia de passeio, de beber ginja em copo de chocolate, de comer travesseiros, de comer queijadas, de ir a Sintra, mas nunca sem antes passar na marginal, ver ao longe o Bugio, parar em S.Pedro do Estoril cheirar o Verão, ouvir rugir a Boca do Inferno, ficar a olhar para o infinito no Guincho e aproveitar a tarde!























1 comentário: